sábado, 5 de abril de 2008

Portugal é alma de gente que sente

Portugal é alma de gente que sente
(Contributo de uma apoiante do MEP)

Portugal é descoberta
Força, coragem, visão
É criança que desperta
Pelos mares do coração

Habita a memória presente
Pelo sonho da nação
E traz ao mundo a semente
Do que é a criação

Povo que, entregue à Fé
Se descobre a sonhar
É povo que vive o que é
Na força do acreditar.


Março 08

Rosário Sanches Baena

1 comentário:

andre disse...

Parabéns pelo excelente poema!